Etiquetas

A pintura de Modigliani (1884-1920) decorre num muito reduzido grupo de assuntos e a parte de leão é ocupada pelo retrato onde a inconfundível forma expressiva do pintor atinge por vezes fulgurações não mais igualadas na pintura ocidental.

Um assunto aparentemente tão simples como pintar uma mulher sentada, sem adereços a compor o quadro, tem na arte do mestre uma variedade  surpreendente utilizando os mesmos parâmetros pictóricos.

É a  um exercício do olhar que convido os visitantes do blog, percorrendo alguns dos inúmeros retratos de mulheres sentadas, saídos do pincel de génio do pintor.

A uma escolha inicial de 40 pinturas, retirei este reduzido grupo onde pequenas alterações na pose criam o dinamismo e movimento de cada retrato.

É a linha do desenho, na sua sofisticada curvatura, aliada à invariável melancolia das mulheres retratadas que faz nascer em nós uma ternura por estes personagens aparentemente desamparados naquele universo nu. Sentadas, estas mulheres aguardam o destino.

Os retratos surgem-nos despersonalizados. Não são a senhora A ou B, mas mulheres, onde nem sequer a beleza formal que tenham possuído em vida é posta em valor. É uma espécie de essência do feminino que nestes retratos leio.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Nota

Ao passar o cursor sobre a foto surgem as setas que permitem gerir o movimento do slideshow.

Termino com esta maternidade, assunto praticamente ausente do conjunto da obra pictórica de Modigliani.

Anúncios