Ultrapassaram ontem o milhão e meio as visitas ao blog na contagem do WordPress.

Partindo da ideia feita de que a poesia não tem leitores, milhão e meio de visitas em menos de dez anos, a um blog votado à poesia sem propósitos de divulgação ou outros que não o prazer de escrever e partilhar um gosto ecléctico, que não conhece fronteiras ou tabus, é no mínimo motivo de espanto e sinalização.

Para a história da vida do blog, aqui fica um gráfico, e respectiva tabela, da evolução do número de visitas e visitantes ao longo destes 10 anos:

                   Gráfico do nº de visitas e visitantes desde o início do blog

                         Tabela do nº de visitas ao blog desde o seu início

Começado o blog em testes em Out/2009, a partir de Jan/2010, dei início à publicação de artigos com incerta regularidade. Hoje totalizam 950 os artigos publicados, este incluído.

Em média os visitantes do Brasil têm sido o dobro dos visitantes em Portugal, e os visitantes dos EUA são cerca de metade dos visitantes em Portugal. De muitos outros países chegam visitantes sem nunca atingirem números expressivos.

Estamos de parabéns todos: os poetas que produziram o mais importante que aqui se mostra, e os leitores que visitam, regressam e partilham o que no blog lhes agrada.

Por mim, obrigado por lerem, eu que escrevo para o leitor ideal, o meu eu-outro, que me conhece as intenções, decifra a escrita sub-liminar e detecta as intenções e ironias que cada artigo sempre contem. Daqui a alguns dias regresso com mais poesia.

Até lá…

Carlos Mendonça Lopes 

Notas iconográficas

A imagem inicial, icon festivo, foi realizada a partir de um original encontrado na net.

O gráfico e a tabela são os fornecidos pelo WordPress ao administrador do site.

 

Anúncios