picasso-gravura-500pxA vida coloca-nos todos os dias interrogações, e o sentido do que fazer como destino participa desse questionar. Se umas vezes as opções escasseiam, outras o leque é vasto. O acerto na decisão a tomar é tantas vezes motivo de angústia ou ansiedade que, procurando colmatar em algum leitor certa perplexidade sobre o que fazer, deixo a quem tal acontecer um conselho transmitido a partir da Índia antiga na forma de um poema, em versão de Jorge Sousa Braga.

Neste vão e flutuante mundo
O que resta a um homem?
Pode dedicar-se à oração
Mas se isso porventura não resulta
O melhor é refugiar-se entre os seios de uma mulher
Acariciar as suas coxas quentes
E possuir o que entre elas se oculta

Transcrito de Os Cinquenta poemas do amor furtivo e outros poemas eróticos da Índia antiga, introdução e versões de Jorge Sousa Braga, Assírio & Alvim, Lisboa, 2004.

Abre o artigo a imagem de uma gravura de Picasso (1881-1973).

Anúncios