Etiquetas

O expressionismo alemão que floresceu nos anos de Weimar, enquanto movimento nas artes plásticas, permanece na tradição da arte ocidental da pintura um caso singular. Provavelmente fruto de circunstâncias históricas únicas -desenvolveu-se numa sociedade a viver o rescaldo de uma derrota devastadora na primeira guerra mundial, de que fora a principal responsável – dá-nos conta de um horror normalizado, instalado no quotidiano, onde muitas vezes a agressividade da paleta grita a sua desolação. Entrelaçada esta paleta no contraste de um desenho deformado, temos como resultado umas vezes pungente, outras estarrecedor, uma pintura que nao permite esqueçer o mundo que a viu nascer.

Exemplo maior deste universo é a obra pictórica de George Grosz (1893-1959) realizada na Alemanha, nestes anos.

Regresso à sua obra no blog para vos deixar com algumas pinturas dos anos 1918-1928.

Anúncios