Etiquetas

Neste enlevo de nada fazer, caminho, nado e a espaços leio. Guardo algum tempo para o blog e apeteceu-me pintura, mostrar no blog mais pintura, não em conexão com poesia, mas parte do museu imaginário que me acompanha.

Na pintura de Pietr Mondrian (1872-1944) anterior à primeira guerra mundial surge numa primeira etapa a deliberada abstractização do real, a que se segue um desligar de quaisquer referências identificáveis, recorrendo à representação repetitiva de formas elementares e a uma paleta quase sempre mono ou bi-cromática a que apenas a variação de tonalidade se acrescenta.
As pinturas deste período conservam ao primeiro olhar uma frescura e modernidade que as faz parecer dos nossos dias.
Pinturas de harmonia, levando a imaginação e percorrê-las no labirinto da sua composição, deixo-vos com uma pequena escolha.

Termino com uma pintura de 1908 que permite ver a evolução pictórica do mestre até às pinturas dos anos 1911-14 mostradas antes.

Anúncios