Etiquetas

Mestre singular, Lucas Cranach o Velho (1472-1553), transporta-nos, com a sua pintura, a um mundo social peculiar para o homem do século XXI. Nos gestos, feições e adereços dos retratados surge-nos uma humanidade que estranhamos possa ter existido. Deixo-vos com alguns desses personagens.

Depois desta colecção de beldades chega a vez dos homens. Haverá leitoras do blog capazes de se apaixonar por algum deles? Se tal acontecer, façam-mo saber, por favor!

E que me dizeis do imperador Carlos V, dono do mundo enquanto viveu?

Diz o ditado e é provavelmente verdade: cada ovelha encontra a sua parelha, e os casais que vêem a seguir só podem ter sido felizes.

Encerro esta viagem com os retratos dos Duques da Saxónia em 1514. O duque, garboso moço no seu fato listrado com boina, de fazer inveja à mais delirante moda dos nossos dias, e a duquesa uma santa senhora, certamente, a julgar pelo olhar que nos envia. O conjunto acompanhado por cães a condizer!

Sem mais comentários!

Anúncios