Etiquetas

,

Edvard Munch - FertilidadeÉ inevitável. Por estes dias de Semana Santa o meu sumário vínculo católico ressurge. Habitualmente não tenho Deus por suporte ou interrogação. Tenho-O por companhia, numa crença despida de rituais e interditos, apenas na evidência da sua presença, qual seja o descrito no poema Escatologia de José Tolentino de Mendonça que a seguir transcrevo.

 

Escatologia

 

E, por fim, Deus regressa

carregado de intimidade e de imprevisto

já olhado de cima pelos séculos

humilde medida de um oral silêncio

que pensámos destinado a perder

 

Eis que Deus sobe a escada íngreme

mil vezes por nós repetida

e se detém à espera sem nenhuma impaciência

com a brandura de um cordeiro doente

 

Qual de nós dois é a sombra do outro?

Mesmo se piedade alguma conservar os mapas

desceremos quase a seguir

desmedidos e vazios

como o tronco de uma árvore

 

Transcrito de A Noite Abre Meus Olhos [poesia reunida], Assírio & Alvim, 2014.

 

Escatologia — do dicionário

Parte da teologia que trata dos fins últimos do homem e do que há-de acontecer no fim do mundo.

Anúncios