Etiquetas

,

Era o mês de Junho e anoitecera quando cheguei a casa, disco de vinil debaixo do braço e a curiosidade espicaçada pela voz desconhecida num reportório de canções de Schubert, algumas conhecidas, outras pouco ouvidas.

Posto o disco a tocar com os cuidados que o vinil exigia, instalei-me para a audição, e  na noite de breu, povoada de estrelas e perfumada de madresilva, surgiu esta voz em lâmina perfurante, fazendo estremecer os sentidos e sangrar a emoção. Até hoje.

A musica fluiu e as canções sucederam-se, com as palavras a ganhar cor, e um rebrilho de cristal nas inflexões metálicas da voz, até ao apogeu com este Der Hirt auf dem Felsen D965 (O pastor sobre o rochedo), quando à voz se juntou o som mágico do clarinete, e dos acordes iniciais em diálogo, avançou para o uníssono final com que termina esta pérola.

 

Margaret Price (1941-2011) canta de SchubertDer Hirt auf dem Felsen D 965 (1828)



As trivialidades do costume sobre a cantora e sobre este lied de Schubert podem encontrar-se na net. A emoção que as interpretações libertam só se consegue ouvindo.

Não foram muitas as interpretações de Margaret Price com que vivi nos últimos 25 anos, mas foram algumas, e para as peças que me encantaram, as suas interpretações estiveram sempre entre as primeiras da minha preferência, quando não a primeira escolha absoluta, como nos recitais Schubert e Schumann para a Orfeo onde esta interpretação se inclui.

Mas há mais, e em primeiro lugar a Amélia de Il ballo in Maschera de Verdi, ao lado de um Pavarotti e um maestro Solti a liderar uma equipa em estado de graça, as arias de concerto de Mozart, a Isolda de Tristão e Isolda onde o maestro Carlos Kleiber transforma a opera de Wagner no mais belo poema de amor que ela é, ganhando uma força emotiva especial o longissimo “orgasmo” que é quase todo o segundo acto da ópera.

Às canções de Schubert, amor de uma vida, voltarei certamente pelos mais diversos pretextos.

Os interpretes deste Der Hirt auf dem Felsen D 965 (1828) são:

Margaret Price – soprano

Wolfgang Sawallisch – piano

Hans Schöneberger – clarinete

Anúncios