Etiquetas

, ,

A descoberta da arte de Stan Getz abriu-me o caminho para o jazz. A surpresa, o deslumbramento perante um mundo sonoro de uma beleza exquise, quando aconteceu outra vezes foi sem o impacto deste encontro, de que serão excepção as interpretações de Ella Fitzgerald.

Neste percurso de prazer que refaço no blog, aqui fica o registo de parte da última gravação do saxofonista, que foi também a sua última actuação ao vivo, num encontro com Kenny Barron ao piano, gravado em Março de 1991 no Café Montmartre em Copenhague, lugar de tantos memoráveis encontros de jazz.

A musica, first song (for Ruth), é uma composição de Charlie Haden, e a interpretação leio-a como o adeus de alguém que em profundo sofrimento deixa aos homens um pouco de beleza em testamento.

Pouco depois do concerto, Stan Getz tencionava iniciar novo tratamento ao cancro. Morreu três meses depois, em 6 de Junho de 1991.

A gravação inclui-se no cd duplo people time editado por Gitanes Jazz em 1992.

Anúncios